segunda-feira, 10 de setembro de 2007

guimarães rosa e o cinema...

pra quem curte adaptações literárias "a hora e a vez de augusto matraga" de roberto santos chega perto da força do conto de guimarães rosa, o último do livro "sagarana". vale a pena tanto quanto "vidas secas" de nelson pereira dos santos. a filmagem é cinema-novista, a fotografia é fascinante e os diálogos são semelhantes ao conto.



(leonardo vilar em "a hora e a vez...")

a palavra escrita de guimarães não precisa do filme, basta-se; já o filme precisa do texto e dele vive. principalmente para aqueles que não conseguem imaginar o mundo de guimarães, que não conhecem o sertão, o filme é fundamental. Para falta de imaginação: cinema!
(ps: solano trindade faz uma participação no filme, já no final).

já "corpo fechado" do mesmo livro de guimarães rosa foi filmado em teleteatro com lima duarte em seu papel principal. o filme é burocrático, mas a presença de lima duarte é destruidora. é possível ver nesse filme uma excelente atuação e um ótimo texto, mas um péssimo diretor.

Nenhum comentário: