segunda-feira, 8 de outubro de 2007

noite vazia - walter hugo khouri

"noite vazia" é a obra-prima de walter hugo khouri. o filme é fotografado por rudolf icsey, que dá ao filme uma atmosfera sombria. a música é do maestro tropicalista rogério duprat. e é estrelado pelas duas divas do cinema brasileiro: norma benguell e odete lara.

norma benguell que dois anos antes tinha sido a primeira atriz brasileira a aparecer em nu frontal no maravilhoso "os cafajestes" de ruy guerra, aparece agora como uma prostituta cheia de pudor, o que é uma pena, pois a cena lésbica entre essas duas deusas colocaria "cidade dos sonhos" de david lynch no chão. odete lara é a prostituta mais real (mais próxima das que eu conheço). ambas só atendem ricaços. não são garotas de rua.

o filme segue a mesma linha temática de "os cafajestes": o vazio existencial da elite endinheirada a procura de fugas de uma rotina não necessariamente cansativa, esse é o destino de luisinho e nelson, deixar suas mulheres e amantes em casa e partirem pelas boates de sp a procura de alguma novidade. um bom e atual retrato da nossa elite endinheirada.

2 comentários:

Tijuan disse...

Um dos melhores filmes que já assisti. As personagens femininas, as duas prostitutas, são igualmente reais ou são arquétipos (irreais?). Elas representam as duas figuras clássicas de um mesmo tipo: a puta sonhadora e, pasmem, cheia de pudor; e a puta sem mais sonhos, esperta, de uma fria consciência de seu ofício porque desiludida. As duas são estereótipos, mas o roteiro, a direção e, principalmente, as atrizes, vão além disso e transformam o clichê, sem negar sua possibilidade, pois há putas sonhadoras e amargas, e sempre haverá, mas não como aquelas duas interpretadas por Norma Benguell e Odete Lara, inesquecíveis.
A cena no elevador, quando as duas voltam pra casa, é belíssima. Odete Lara está brilhante e, só para completar, ainda mais bela (a mulher mais bonita que nosso cinema já teve, detalhe, com muito talento).

Helder Maia disse...

é exatamente isso.