quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

dona helena

documentário para ser visto:


"Dirigido por Dainara Toffoli o registro conta a trajetória pessoal e profissional da "dama da viola" Helena Meireles, única brasileira entre os 100 nomes da guitarra de todos os tempos, eleitos pela revista norte-americana Guitar Player.

Nascida em 1924 no sertão do Mato Grosso do Sul, "dona" Helena teve seu talento descoberto apenas aos 69 anos de idade.

Autodidata e extremamente talentosa, desde a infância sempre foi uma apaixonada pela viola caipira. Sem o apoio dos pais, aprendeu a tocar o instrumento sozinha e às escondidas, tornando-se mais tarde referência na música regional.

Passou a sua juventude entre comitivas de boiadeiros e prostíbulos, lutando pelo direito de tocar. Helena era parteira e benzedeira, casou-se três vezes e teve 11 filhos, mas criou apenas dois deles. Aos 69 anos de idade, ainda analfabeta, virou estrela no Brasil.

O sucesso repentino não mudou seu destino marcado pela origem humilde, mesmo sendo comparada a astros como Keith Richards, do Rolling Stones, e Eric Clapton. Seus álbuns "Helena Meirelles" (1994), "Flor de Guavira" (1996), "Raiz Pantaneira" (1997) e "De Volta ao Pantanal" (2003) são aclamados nos quatro cantos do mundo e o reconhecimento veio em forma de sucesso.

De aparência frágil e personalidade forte, a mulher que foi lavadeira, cozinheira, prostituta, parteira e benzedeira, morreu aos 81 anos - em setembro do ano passado -, mas sempre carregou a humildade ao lado da viola e conseguiu se impor em um universo quase exclusivamente masculino. “Eu só queria ser eu! Eu sou dona do meu nariz e da minha direção”, dizia a todos."

fonte: jornal da mídia.

Nenhum comentário: