terça-feira, 15 de janeiro de 2008

rene magritte

"A arte e nada mais que a arte. A arte torna a vida possível, ela é a grande aliciadora da vida, o grande estimulante da vida. A arte como a única força de resistência superior contra toda a forma de negação da vida. Como via de acesso a estados onde o sofrimento é querido, transfigurado, divinizado. Onde o sofrimento é uma forma de grande delícia." (Nietzsche)

Um comentário:

Alessandro disse...

ao ver o patíbulo lembrei-me de Foucault em Vigiar e Punir...rapaz, o primeio capítulo do livro é muito bom...e vc sumiu daqui não foi??...dias sem atualizar......Já leu "Quando Nietzsche chorou", de Irvin D. Yalom? Não sei se você gosta de ficção, mas é bem interessante....e tem uns capítulos que se passam em Paris..hmmm...J'adore!

se cuida rapaz!

fui:)

Alessandro