quinta-feira, 3 de abril de 2008

gaguejar na língua

"Escrever é gaguejar na língua. Se não se leva a linguagem até o ponto em que se gagueja, se não se vai até esse ponto.... Na literatura, de tanto forçar a linguagem até o limite, há um devir animal da própria linguagem e do escritor e também há um devir criança, mas que não é a infância dele. Fazer literatura apelando para a infância é tornar a literatura parte de seu caso particular. É fazer literatura barata, são os best-sellers. Se há alguem que não se interessa por sua própria infância, este alguém é Proust." (Deleuze)

(do filme "O Abecedário de Deleuze", letra E, "enfance")

Nenhum comentário: