quinta-feira, 13 de novembro de 2008

ana paula ribeiro tavares - o lago da lua

Ana Paula Ribeiro Tavares
(Angola, 1952)

O Lago da Lua

No lago branco da lua
lavei meu primeiro sangue
Ao lago branco da lua
voltaria cada mês
para lavar
meu sangue eterno
a cada lua

No lago branco da lua
misturei meu sangue
e barro branco
e fiz a caneca
onde bebo
a água amarga da minha sede sem fim
o mel dos dias claros
Neste lago deposito
minha reserva de sonhos para tomar

Nenhum comentário: