sexta-feira, 3 de julho de 2009

Maysa

"Eu estava com medo
Olhava o mundo com grande terror.

Agora estou alegre, estou contente,
Giro pelo mundo vendo gente
Mas essa gente me faz feliz.

É o sinal do tempo para que eu não esqueça
Que isso é só uma trégua
Da dor que eu já conheço.

E na volta da dor a mim, depois da paz deslumbrada
Por fim me fará louca
Espantosamente louca
E pedra atirarei pelos caminhos
Por onde terei que arrastar meu corpo
Para que me machuquem antes que as outras.

As mais duras
Abram a minha cabeça
E descubram a minha inocência."

Em: Só numa multidão de amores: Maysa.

Nenhum comentário: