quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

"Saber que o carinho de ontem é, hoje, hábito e, amanhã, indiferença, não tira a lembrança (mas que prazer há nisso?) do vivido. Se não há amor que dure para sempre tampouco a dor (eu me rebelo)."

Denilson Lopes - Caderno T - O Homem Que Amava Rapazes

Nenhum comentário: