sábado, 2 de outubro de 2010

inter/trans

"Mediante a constante migração de ida e volta, e o uso crescente de telefones, os aguilillenes costumam estar reproduzindo seus laços com gente que está a duas mil milhas de distância tão ativamente quanto mantêm suas relações com os vizinhos imediatos. Mais ainda, e mais geralmente, por meio da circulação contínua de pessoas, dinheiro, mercadorias e informação, os diversos assentamentos se entrelaçaram com tal força que provavelmente sejam mais bem compreendidos como se formassem uma única comunidade dispersa em uma variedade de lugares" (Canclini apud Roger Rouse, in Culturas Híbridas, Poderes Oblíquos - pág. 313).

robert rauschenberg

Nenhum comentário: